fbpx

Retratos Com difusor 5×1 – Serie: Speedlight | Sem Limites 3

Retratos Com difusor 5×1 – Serie: Speedlight | Sem Limites 3

Fala Galera, Tudo Bem?
Por aqui eu estou bem.

Não posso começar esse vídeo sem agradecer a Bianca Bezerra que me ajudou nesse dia com muita prestatividade. Muito Obrigado!

Speedlight sem limites – Difusor 5×1

Este vídeo faz parte de uma serie onde mostramos como você pode trabalhar usando como fonte de luz Flashs do tipo SpeedLight em conjunto com modificadores profissionais. Acompanhe toda a serie através desse link “Speedlight sem limites“.

Ser você ainda não assistiu os anteriores não tem problema podemos seguir por aqui e você  pode depois os anteriores, já que não tem uma ordem cronológica mesmo. rs

Principais vantagens em usar speedlight fora da câmera

Sempre que estiver usando o modo manual e com radioflash você pode usar qualquer modelo de Flash Speedlight de qualquer marca em qualquer câmera, inclusive flashes antigos, porém apenas se estiver com o flash fora da câmera.

Antes que comecem a tacar pedras, repito de outra forma. Utilizando radioflashes e flashes em modo manual e fora da câmera, a marca do fabricante ou modelo não importam nesse caso, permitindo CrossBrand sem nenhum problema. O mesmo não se aplica caso queira usar os modos “TTL OU E-TTL” ou alguma outra tecnologia que faça medição automática, sendo necessário que todos os itens Câmera, Radio Flash e Flash sejam desenvolvidos para o mesmo sistema. Hoje temos radioflashes e flashes desenvolvidos por terceiros para sistemas proprietários de câmeras, exemplo Godox e Yongnuo.

Equipamentos

O equipamento usado nesse vídeo para as fotos são:

  • Câmera Canon 5dmkII;
  • Lente Canon EF 50mm F1.8 STM;
  • Flash Canon Speedlight 580 EX II com um BeautDish 55cm de diâmetro;
  • Canon Speedlight 600 EX com um StripBox 130cm x 40cm com Grid/colméia;
  • Radio flash Pocket Wizzard plus II;
  • Braquet em T para conectar os flashes com os modificadores;
O vídeo

Começamos com a ideia de usar um difusor redondo tipo 5×1, mas no vídeo usamos apenas a função difusão.
Com esse recurso conseguimos transformar a luz de um speedlight que originalmente é dura em suave/difusa. Dessa forma teremos uma fonte semelhante a um softbox ou um octobox.

Ao fazer o teste de luz houve um feliz acidente e percebi que esse efeito tinha grande potencial para ser explorado. A luz que vazou pela lateral do difusor criou um efeito de movimento para os retratos.

O estilo de luz que adotei foi o chamado Rembrandt, mas com um uma luz de recorte feito por um Strip com colmeia. Eu busco sempre simplicidade para iluminar.

considerações finais

Precisamos ficar atentos aos detalhes quando montamos um set de luz, pois muitas vezes temos surpresas boas como essa e que não precisam ser corrigidas. Deixe sua mente aberta para novas possibilidades e abrace alguns erros criativos sempre que possível.

Se gostou contribua com o seu like e comentário em nosso canal do youtube que está apenas começando. Aceitamos também sugestões de vídeos para que o canal cresça e ajude a todos a crescerem conosco.

Uma ótima semana a todos.

Até o próximo.

Receba nossas novidades e Materiais

* indicates required
/ ( mm / dd )
Você é Fotógrafa(o)
%d blogueiros gostam disto: